NOTA PÚBLICA – O PRESIDENTE BOLSONARO E AS MULHERES POLICIAIS

0
68

 

Senhor Presidente da República,

Nós, mulheres policiais, representadas pela Associação Nacional das Mulheres

Policiais (AMPOL) vimos a público, face aprovação da PEC 06/2019, em

04/07/2019, na Câmara dos Deputados, expressar os nossos sentimentos de amarga decepção, imensa tristeza e profunda frustração em razão dos descasos com que os interlocutores de Vossa Excelência trataram as propostas dos representantes das forças da segurança pública, que traziam regras legítimas, justas e adequadas para a categoria dos policiais brasileiros, em sintonia com os sacrifícios de todos para o bem estar e o progresso da nossa nação.

Reconhecemos que as palavras de ordem “BOLSONARO TRAIDOR”, soadas na noite do dia 01/07, no salão Verde da Câmara dos Deputados, adentrando a madrugada do dia 02/07, data da Manifestação, em que milhares de policiais vindos de todas as regiões do Brasil, já em plena luz do dia, uniram as suas vozes para repeti-las nos gramados, em frente ao Congresso Nacional, nem de longe correspondem à realidade!

À uma, porque Vossa Excelência, Presidente Bolsonaro, em momento algum de sua campanha eleitoral fez promessas no sentido de que faria uma reforma previdenciária e pouparia os policiais de darem a sua cota de sacrifício. E, nós os heróis anônimos de cada dia, nunca nos negaríamos de ofertá-la, mesmo porque sacrificamos a nossa vida todos os dias em prol de todos!

À duas, tais palavras de ordem apenas traduzem em si o sentimento de abandono dos componentes das forças da segurança pública que lhes foram impostos pelos interlocutores da Reforma da Previdência, em nome de Vossa Excelência! Porque além de se negarem deliberadamente a levar a bom termo

as tratativas em pauta, se deram ao luxo de nos enganar por diversas ocasiões.

Desdizendo, na finalização dos acertos, o que haviam acordado em reuniões anteriores, em que tudo já pareceria estar pacificado em relação às nossas reivindicações, que é e era tão somente assegurar o mínimo do esteio de nossa segurança jurídica constitucional, derivadas do reconhecimento da atividade de risco.

Foram todas negadas, à exceção a pensão por morte e enfrentamento, com resquícios de descasos, desrespeitos e acentuada desconsideração para com aqueles que doam o seu bem maior que é a vida em prol da segurança, do bem-estar, da ordem e da paz pública

Presidente Bolsonaro, nós mulheres policiais, continuaremos firmes na convicção de que Vossa Excelência não compactuará com esta afronta inominável de total afronta às forças da segurança interna do país! A sua admirável lealdade para com as Forças Armadas durante os longos anos de sua atuação parlamentar em meio a toda sorte de denúncias contra o regime militar continua merecendo a nossa confiança, os nossos aplausos e o nosso voto! Porque temos absoluta certeza de que Vossa Excelência tomará para si a defesa da dignidade dos policiais na contemplação de suas justas reivindicações!

Estamos à disposição para o diálogo, visando o interesse da sociedade brasileira!

CREUSA CAMELIER Presidente da AMPOL

 

A Presidente da AMPOL, Creusa CAMELIER, com os líderes da UPB, na Liderança do DEM, tendo como eficientes interlocutores junto ao Parlamento os deputados Luis Miranda e Alan Rick.

 

AMPOL e a UPB na Câmara dos Deputados na luta pelos legítimos direitos dos policiais brasileiros, durante a tramitação da PEC 06/2019.